Arte

Annelise Nani para o Spot Boletim Acadêmico de Design de Interiores

Qual a relação entre Arte, Design e Moda?

By | Blog | No Comments
SPOT BOLETIM ACADÊMICO DE DESIGN DE INTERIORES
spot
O Spot Boletim Acadêmico de Design de Interiores é um projeto desenvolvido por alunos do curso de Design de Interiores da Unicesumar, Campus: Maringá. São os atuais membros do Spot os alunos: Marciane Schuh,  Fernando Silva, Bárbara Faria e André Fernandes. Agora este jovem projeto fará uma parceria com o Diblioteca, dividindo com a gente, por aqui, as suas colunas. Para entrar em contato segue o e-mail: spotboletim@gmail.com

Qual a relação entre Arte, Design e Moda?

Annelise Nani da Fonseca é Professora na UEM; Doutora pela USP e Graduanda no curso de Psicologia

Annelise Nani para o Spot Boletim Acadêmico de Design de Interiores

Annelise Nani para o Spot Boletim Acadêmico de Design de Interiores

É uma tarefa árdua separar, eu vou falar como é a minha visão. Eu fiz Artes, fiz moda e meu mestrado é em Design, então eu enxergo a Arte como se fosse o guarda-chuva maior, se olharmos a história da arte, ela era dividida entre a arte maior e a arte menor, dentro da arte menor estão as artes de ofícios que se encaixam a moda e o mobiliário, o “Design”. Então eu vejo que são todos processos dentro do campo expandido da arte. São círculos concêntricos, localizo o Design dentro da Moda e esta dentro da Arte. Alguns Designers arrepiam quando eu falo isso, por que o Design está dentro da Moda? Na minha visão, está dentro porque hoje, na sociedade contemporânea, o que gera a dinâmica de consumo é a Moda.A moda é um fenômeno complexo, por exemplo, a primeira pessoa a assinar um objeto sem ser um artista, foi um estilista, então, o primeiro estilista da história foi Charles Frederick Worth e ele já fazia mobiliário. Eu adoro a frase “O Design é indisciplinadamente transdiciplinar” porque nós não respeitamos disciplinas e nós não temos um método próprio,vamos beber de várias áreas. Se você trabalhar com o Design de superfície, vai ter um contato maior com o têxtil e a moda. Um designer mais relacionado com o mobiliário,vai ter um contato maior com a arquitetura, o automobilístico vai ter um contato maior com a mecatrônica. Então, cada projeto vai exigir um saber específico do designer,mas todos contêm a arte, porque trabalha a criação, e todos contêm a moda, porque todos estão relacionados com tendência e consumo, logo nós fazemos algo para o cliente, não somos, desta forma,artistas.

SPOT BOLETIM ACADÊMICO DE DESIGN DE INTERIORES
spot
O Spot Boletim Acadêmico de Design de Interiores é um projeto desenvolvido por alunos do curso de Design de Interiores da Unicesumar, Campus: Maringá. São os atuais membros do Spot os alunos: Marciane Schuh,  Fernando Silva, Bárbara Faria e André Fernandes. Agora este jovem projeto fará uma parceria com o Diblioteca, dividindo com a gente, por aqui, as suas colunas. Para entrar em contato segue o e-mail: spotboletim@gmail.com
Para ler a 6a. Edição:

 

__

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.

Criatividade011

Arte, Design e Criatividade

By | Blog | No Comments

Arte, Design e Criatividade

Adriana Stedille, 01 de Junho de 2016 08h00m

Boa tarde leitores queridos do Diblioteca, tudo bem? Hoje falaremos um pouco mais sobre o tema criatividade, então, vamos lá?

Criatividade é uma qualidade adquirida por pessoas curiosas, que buscam inspirações em referências diversas de informações e tem a sensibilidade de compreendê-las de diversas maneiras.

Criatividade02

Criatividade vem de imaginação, de ação, de liberdade de expressão, por isso, arte, design e criatividade são conceitos intrínsecos, caminhando juntos transformando a humanidade através dos tempos, transformando a própria cultura.

Desde a criação da roda, até o automóvel, séculos de diferença, o processo criativo estava lá presente, com seu problema inicial, planejamento, geração de alternativas até a chegada do produto final, o que muda em cada período, é o problema inicial, a necessidade. A criatividade é o centro da história das civilizações, sendo através da arte e sua criatividade que tomamos conhecimento da constante evolução humana.

Criatividade03

Foi através de inspirações nos diferentes períodos da história da arte, na busca de referências e conceitos de arte criatividade que o americano Nick Aldeman desenvolveu uma incrível série de esboços de seus produtos, vejamos alguns deles a seguir!

Criatividade04

Criatividade05

Criatividade06

Ser criativo não faz de ninguém um designer, é um requisito para a profissão. Porém, de nada adianta ser criativo, mas ser preguiçoso, certo? Quanto mais você ler sobre o tema, quanto mais conhecimento agregar acerca de conhecimentos do processo criativo através da história, mais aguçada estará sua criatividade!

É importante lembrar que criatividade não significa criar algo desde seu ponto inicial, muitas vezes criatividade significa inovar e para isso acontecer, vamos estudar?

____

Fontes: Pinterest, Blog Elo7
____

Adriana_Stedille

 

Adriana Stedille, graduada em Design de Produto pela Faculdade da Serra Gaúcha em Caxias do Sul; Designer de Interiores pela Criart de Porto Alegre, e graduanda em História da Arte pelo Claretiano; Diretora de Criação da empresa Usina Interior Design em Caxias do Sul. Contato: contato@usinaid.com.br

Vanny04

Intervenções Urbanas e Design Efêmero

By | Blog | No Comments
Vanny Perfil

Vanessa Santos

Olá amigos, primeiramente deixe eu falar um pouquinho de mim, já que agora vocês me verão sempre por aqui.

Meu nome é Vanessa Santos, sou Designer, formada há 9 anos em Design de Interiores e com pós graduação em Artes Visuais. Hoje atuo na área do Design Gráfico e também dou aula no curso de Design de Interiores.

Nesta coluna, vamos sempre abordar assuntos relacionados a Intervenções urbanas e Design efêmero, pois os projetos temporários, urbanos e desenvolvidos além do espaço comercial vêm tomando grandes proporções no campo do Design. Além também, de conversarmos um pouco sobre  algumas essências de nossa profissão como o Design Thinking, Design Emocional e de serviços, onde entenderemos melhor em como o profissional Designer desenvolve projetos para o ser humano e quais os conhecimentos relacionados ao seu usuário que ele precisa ter.

Começando hoje, o que são as intervenções urbanas?

Sob os mais diversos nomes – intervenção urbana, arte pública, arte participativa, arte colaborativa, arte relacional, arte contextual, situações… – esses projetos nos apresentam novos paradigmas e apontam para um redesenho das práticas artísticas na contemporaneidade. Ao transporem a exclusividade dos espaços institucionais da arte, como galerias e museus, e sua neutralidade na exibição das obras, revelam outros lugares para a criação e veiculação dos projetos artísticos. As obras de arte realizadas no espaço público dão ênfase ao lugar, incorporando-o em todas as suas dimensões – físicas, sociais, culturais, ambientais. Além disso, elas se fundam numa experiência que busca incorporar também o tempo, ou seja, o momento em que a obra acontece. Assim, os processos de trabalho são visivelmente contaminados pelas dinâmicas dos espaços, que passam a completar o sentido das obras.  (CAMPBELL,  2015)

Através das intervenções, a cidade passa a ser o lugar de reflexão sobre o “estar no mundo”. Sendo efêmeros ou duradouros, dependem das estruturas do entorno e podem se dissolver, se perder, restando apenas registros, experiências ou relatos.
Nos espaços urbanos é onde ocorrem os debates de tudo que acontece na sociedade, nas mídias, no meio público, economia ou política.

“As práticas são fortemente marcadas pela cultura do DIY
(do it yourself – faça você mesmo)”

Nestas intervenções, podemos trabalhar alguns conceitos importantes, e por mais que a ligação direta seja mais associada a palavra Arte, nossa profissão não se desvincula do conhecimento arte, história, porque faz parte de um desenvolvimento humano e social que cresceu a partir dela. O que antes se via como arte apenas uma expressão subjetiva, hoje se junta ao Design para ser reflexiva, transformadora de espaços e pessoas.

Podemos observar intervenções que necessitem de uma interação maior do seu público para que ela funcione. E temos o exemplo da ação da Volkswagen, que criou uma ação no metrô da Suécia para fazer com que as pessoas utilizassem mais a escada normal do que a escada rolante.

Também temos intervenções de transformação, onde eu transform um problema emu ma solução a partir de uma intenverção urbana. É o exemplo de uma biblioteca em Nova York, que queimaria milhares de livros não utilizados do seu acervo, que criou uma intervenção em ruas movimentadas para que as pessoas pudessem escolher livro e levarem para suas casas, diminuendo assim, o descarte destes livros.

Vanny01

Vanny02

Também temos as intervenções críticas e reflexivas, que transmitem mensagens relacionadas a política, economia, religião, preconceitos de uma forma forte e instigante ao seu público urbano, ou que levam a reflexão a respeito de sentimentos, relação humana, escolhas, etc.

Abaixo uma ação feita pelo artista Eduardo Srur em Brasília para mostrar seu apelo dizendo que a Arte Salva, e que a política do Brasil precisa ser salva do que ela é.

Vanny03

E também podemos analisar, intervenções relacionadas a melhoria urbana, onde existe uma ênfase da deterioração dos espaços urbanos e uma necessidade de torná-lo um espaço de melhor convivência social.

O artista alemão Jan Vormann, que percebeu que muitos edifícios públicos e monumentos apresentam áreas ou partes descuidadas, que ninguém se encarrega de sua manutenção. Por isso, decidiu resolver os edifícios por sua conta, instalando legos nas partes em que os muros possuíam espaços vazios, com a ideia de solucionar o aspecto de deterioramento dos edifícios e evitar que continuem com seus deslizamentos de materiais.

Vanny04

Vanny05

Outro exemplo, uma ação da IBM para um movimento de ideias de transformação dos pequenos espaços de pequenas cidades:

Estes são pequenos exemplos sobre o grande mundo das intervenções urbanas que vamos conhecer daqui pra frente.

Existe um documentário sobre intervenções urbanas realizado pela canal futura onde você pode conhecer um pouco mais sobre algumas intervenções, seus significados e importância para a sociedade, você pode acessar o primeiro link aqui:

Espero que tenha gostado do conteúdo, ao longo desta coluna conheceremos mais projetos de intervenção urbana para aguçar o seu conhecimento e te inspirar a ser um Designer que pensa e transforma espaços urbanos.

 BIBLIOGRAFIA
Arte para uma cidade sensível (Brígida Campbell)
http://www.archdaily.com.br/br/tag/intervencao-urbana

___

Vanny PerfilVanessa Santos, Designer de Interiores, Pós-Graduada em Artes Visuais. Atua na área do Design Gráfico, professora.

Arte_e_Design_Adriana_Stedille_04

A importância do conhecimento da Arte para o Design

By | Blog | No Comments
Adriana_Stedille

Adriana Stedille

Olá, primeiramente gostaria de me apresentar brevemente. Meu nome é Adriana Stedille, sou técnica em Design de interiores há 11 anos, graduada em Design de Produtos há 3 anos e recentemente retomei os estudos em uma Pós de História da Arte.

Trabalho com Projetos de interiores há mais de 10 anos e atualmente desenvolvo projetos de interiores como autônoma, através da Usina Interior Design, marca de meu escritório Home Office. Então, vamos lá!

 

O que a história da arte tem a ver com design? Isso é o que iremos discutir através desta coluna, que será atualizada quinzenalmente! Espero vocês aqui! Abraços!

 

A importância do conhecimento da arte para o design

 

O design por inúmeras vezes pode ser confundido com arte, o que é bastante plausível uma vez que temos visto as duas áreas aparecendo juntas por aí em inúmeros trabalhos, como amostras de design de interiores, estamparia de produtos, etc. Porém há uma diferença que devemos ter consciência: o design está intimamente ligado à solução de problemas.

Ateliê do Artista – Ana Carolina Liber – Casa Cor Mato Grosso do Sul 2014

Ateliê do Artista – Ana Carolina Liber – Casa Cor Mato Grosso do Sul 2014

 

É importante, conhecer a história dos estilos e do mobiliário, objetos e decorações que fazem parte de cada estilo e época, criando referencial para novos projetos de interiores, assim, como a própria moda o faz. Tal conhecimento amplia nossas ideias durante o processo criativo, sendo aplicável no design em geral, como repertório.

Arte_e_Design_Adriana_Stedille_02

Produtos com impressões inspiradas no estilo Pop Art.

 

Não há dúvida alguma que é impossível compreender ideias conceituais, criar novas possibilidades, além de produzir qualquer ambiente e até mesmo, o desenvolvimento de um novo produto, sem conhecer os caminhos percorridos pela arte, que baseiam todo o processo criativo do design.

A imagem a seguir demonstra uma releitura de mobiliário através da criação de um novo produto, com troca de materiais, mas sem fugir muito da essência estética do produto de referência.

 

Arte_e_Design_Adriana_Stedille_03

O processo criativo existe nas duas áreas, sendo a necessidade ou o motivo que difere o resultado entre os dois. O design preocupa-se em entender as necessidades do mundo e questionando-as através de suas criações, diferente do artista, que indaga questionamentos para que cada pessoa tenha sua própria resposta, sem necessidade de haver uma verdade absoluta, desafiando o espectador. Em outras palavras, a arte faz perguntas e o design as responde.

A arte é um dos elementos mais importantes e fundamentais para o conhecimento da história da humanidade, bem como o processo evolutivo do ser humano e com isso, a história dos acessórios, adornos, mobiliários, etc. Isso nos auxilia diretamente na compreensão dos fatos passados e principalmente, na compreensão das tendências do mundo atual.

E então? Vamos ampliar nossos estudos e conhecimentos em relação à História da Arte?

___

Adriana_Stedille

 

Adriana Stedille, graduada em Design de Produto pela Faculdade da Serra Gaúcha em Caxias do Sul; Designer de Interiores pela Criart de Porto Alegre, e graduanda em História da Arte pelo Claretiano; Diretora de Criação da empresa Usina Interior Design em Caxias do Sul. Contato: contato@usinaid.com.br

 

 

 

DmaisDesign

Dmais Design

By | Notícias | No Comments

A relação entre Design, Moda e Arte acontecendo intensamente durante diversas atividades como palestras, oficinas, coquetéis, lançamento de produtos, e muito mais!

O Dmais Design é o maior evento de Design no estado de Minas Gerais, este ano será sua terceira edição, acontecerá na capital Belo Horizonte, nos dias 13 – 19 de Junho.

Uma das diversas novidades do evento é o lançamento  do primeiro apartamento com o selo “Casa Saudável”.

Para saber mais sobre o evento visite o site: http://www.dmaisdesign.com.br/sobre/

E, o Facebook: https://www.facebook.com/DMAIS-Circuito-de-Decora%C3%A7%C3%A3o-e-Design-573596776069807/?fref=ts

anuncio-cabecalho-dmais-design-2016-22

gabrielagaillard

16º Edição do Puro Design Hand Made by designer de Interiores Gabriela Gaillard

By | Notícias | No Comments

16º Puro Design Handmade
Data: 12 e 13 de novembro (quinta e sexta-feira)
Horário: Das 9h30 às 18h30
Local: Teakettle
Endereço: Rua Alexandre Dumas, 1049 – Chácara Santo Antônio, São Paulo – SP
Entrada gratuita, com doação de alimento para a Associação Maria Helen Drexel.

      O Puro Design Hand Made é um evento que reúne artistas, designers e artesãos, para apresentação de suas criações feitas à mão, com características únicas, identidade e desenvolvimento a partir de diversas técnicas e materiais. É o design artesanal e exclusivo! Com seu inicio em 2.011 possui temporalidade bienal, o evento tem exposições, vendas de peças, workshops, musicas e diversas outras atividades para fazer com que seja uma experiência única!
De acordo com o site Casa Projeto e Estilo:
Artesãs brasileiras, como a ceramista baiana Lara Mascarenhas, da Joias da Terra, que cria peças a partir da argila, transformada em cerâmica; a mestre rendeira Elizabeth Horta Correa, uma das raras conhecedoras da renda Nhanduti, também conhecida como renda de sol; e a bordadeira Michelle Muhringer, criadora de exclusivos pingentes com linho Braspérola ou algodão, em bases de metal ou madeira, mostrarão trabalhos surpreendentes e originais.
      O Design da Mata, projeto que dissemina cultura por meio do artesanato sustentável a partir de matérias-primas de recursos naturais, como palha de tucumã, fibra de arumã, carnaúba, madeira certificada e sementes, representa comunidades da Amazônia e da Mata Atlântica e privilegia técnicas tradicionais indígenas, caboclas e caiçaras.
     Artistas internacionais também têm vez, como a espanhola Carmen, da En Cueros, que levará peças artesanais confeccionadas em couro; a artista plástica venezuelana Katalina Mavares, que apresentará seus delicados trabalhos em aquarela, madeira, tecido e cerâmica, e a argentina Maria Estela Ripa, que desenvolve artigos de cerâmica e aprimora seus próprios esmaltes.
     Outros destaques são as joias em prata desenvolvidas por Gabriela Gaillard em conjunto com as designers Carol Martino e Andressa Esposito, da Designidéias, inspiradas nas obras do artista plástico russo Wassily Kandisnky. Peças em concreto, também assinadas por Gabriela e a arquiteta e designer floral Natalia Rizzo, e criações com papel reciclado, em parceria com as artesãs do Caminho de Flor, complementam os artigos expostos.
       A  Puro Design Handmade contará com a presença da arquiteta gaúcha Ines Schertel, especialista em trabalhos feitos manualmente e de 100% lã de ovelha, com resultado único e exclusivo.

Sobre a Designer de Interiores:

    Gabriela Gaillard, “argentina – alemã, formada em Design de Interiores na Escola Panamericana de Arte e Design, apaixonada em transformar espaços em ambientes especiais e únicos. Nesta transformação, gosto de usar peças a mão, já que são elas que, na minha visão, transmitem calor, arte e a essência da matéria.” (Gaillard em entrevista feita ao projeto: Spot Boletim Acadêmico Unicesumar)

___

Fontes:
1- http://www.purodesignhandmade.com/#!about/ciaa
2- https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10153219402465920&set=pcb.10153219408115920&type=33- http://www.casaprojetoeestilo.com.br/noticia-1189_puro-design-handmade-promove-design-artesanal
4- http://www.ipe.org.br/ultimas-noticias/654-design-da-mata-representa-comunidades-da-amazonia-e-da-mata-atlantica-no-puro-design-handmade
5- https://www.facebook.com/spotboletimacademico/?fref=ts