Raphaella Almeida

8

Emergindo das profundezas!

By | Blog | No Comments

Raphaella Almeida, 10 de Novembro de 2016 07h40m

 

Emergindo das profundezas!

Essas divertidas criações do designer Derek Pearce renovam o que conhecemos em relação a mesas. Suas criações, as chamadas “Mesas de água”, retratam de forma impressionante animais com parte de seus corpos mergulhados na água. De hipopótamos e golfinhos a patos, ele projeta as mesas para que os animais possam ser vistos ‘mergulhando’ dentro e fora do vidro, que representa a superfície da água.

As peças são funcionais e irresistíveis para quem ama tanto animais quanto arte. Com uma estética lúdica latente, Pearce esculpe suas mesas de água desde 1997 e as peças têm sido vendidas em lojas pelos Estados Unidos, Europa e Japão.

Confira alguns de seus trabalhos:

1

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

3

Raphaella Almeida

4

Raphaella Almeida

5

Raphaella Almeida

6

Raphaella Almeida

7

Raphaella Almeida

8

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella

 

Raphaella Almeida, graduada em Design de Interiores pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua no mercado projetando e escrevendo sobre arte, design e interiores. www.raphaellaalmeida.com.br / instagram: RA Interior Design

 

___

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.

25

Destinos: inspiração para a Decoração

By | Blog | No Comments

Raphaella Almeida, 13 de Outubro de 2016 15h00m

Vamos viajar?
Hoje vamos usar como inspiração as paisagens, culturas e costumes de outros lugares para ambientar nossa casa.
É sempre uma delícia viajar conhecer novos lugares e culturas, mas como dizemos, não tem coisa melhor que voltar para casa!. E para não ficarmos com saudades do paraíso que tal trazer para nosso dia dia aquele gostinho de férias, de lugar novo, deixando nossa casa ainda mais divertida e alegre.
Para fazer isso nada melhor do que trazer detalhes locais, capturar a vibração e estética do lugar. Mas não se preocupe se nunca esteve por lá, alguns toques com seu estilo e referencias podem te transportar para lá sem precisar de passaporte!

México:

Acolhedores cobertores listrados, almofadas floridas e muitas cores, são jeitos fáceis de trazer um pouco da cultura mexicana para sua casa.

Quanto mais cor, melhor. Também adoro as luzes cintilantes festivas na varanda desta casa. Eles gritam “fiesta”!

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

  • Costa Rica:

    Se você viajou para algum lugar tropical como Costa Rica, considere transformar sua sala em seu próprio exuberante paraíso tropical, com muita vegetação, almofadas com estampas animais, flamingos e cores alegres e quentes.

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

     

  • Paris:

    É difícil visitar Paris e não cair por amores, não é mesmo? E que tal trazer todo esse romance, charme e elegância para sua casa, misturando peças modernas e antigas, dando ao ambiente um ar de elegância parisiense.

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

    Raphaella Almeida

     

 

 

  • Marrocos:

Inspiração linda para espaços abetos, recheado com plantas e cor!

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

  • Palm Beach:
    Traga a Florida e seu espirito alegre e praiano para dentro de casa!
    Mobiliário todo-branco, madrepérola, estampas em papel de parede e muitas, muitas plantas.
Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

 

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida

Se inspire em suas viagens e deixe sua casa ainda mais linda!

Raphaella

 

Raphaella Almeida, graduada em Design de Interiores pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua no mercado projetando e escrevendo sobre arte, design e interiores. www.raphaellaalmeida.com.br / instagram: RA Interior Design

 

___

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.

 

7-7

Design e arquitetura ajudando a curar!

By | Blog | No Comments

Raphaella Almeida, 29 de Setembro de 2016 08h00m

Hoje vou mostrar projetos de design de centros médicos que venceram o American Institute of Architects (AIA) National Healthcare Design Awards ,  são 7 projetos que reestruturaram hospitais, mudando o layout de um posto de enfermagem ou ajustando os níveis de ruído em uma sala de medicação, reduzindo os erros. Essas foram algumas das soluções que arquitetos e designers estão encontrando para ajustar o ambiente físico e levar mais segurança – e saúde – para os pacientes.

Há muito mais consciência hoje de como ambientes saudáveis ajudam os pacientes a se curar, diz Joan Suchomel, líder da AIA para a Saúde. “Isto é, por sua vez, relacionado a estudos de design baseadas em evidências que realmente provam que não é apenas intuitivo isso, são dados realmente comprovados em muitos casos.”

Veja esses 7 exemplos como a arquitetura e o design podem melhorar a vida dos pacientes:

  1. Kaiser Permanente, Kraemer Radiation Oncology Center; Anaheim, CA:

O tratamento em que são submetidos pacientes de câncer tende a ser bastante desgastante, normalmente 5 dias por semana, durando semanas e até mês.

Esse novo centro é projetado para tornar o processo mais relaxante e tranquilo possível. Em cada sala de tratamento existem enormes janelas, de onde se vê um belo jardim zen, inspiradas pela evidência de que vislumbrar a natureza melhora o dia de qualquer pessoa.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

2. Planned Parenthood do Queens: Centro de Saúde Diane L. Max; Queens, New York:

Moderno e luminoso, é assim que o prédio se destaca na paisagem cinza da cidade. Os designers queriam que ele fosse uma nova e importante parte da comunidade. Eles também procuraram trazer uma nova experiência para quem visita o ambiente hospitalar, os espaços com presença de cor e iluminação divertida. Tornando o espaço mais agradável para quem por lá fica.

    Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

3. The Christ Hospital Joint e Spine Center; Cincinnati:

 

Neste hospital, os quartos dos pacientes têm vista exterior e paredes de vidro que permitem luz natural nos corredores. À noite, as paredes de vidro estão cobertas de cortinas blackout. Jardins suspensos fornecem um ambiente tranquilo para que os pacientes e visitantes descansem rodeados por plantas.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

4.    Memorial Sloan Kettering (MSK) Centro Ambulatório Regional de Câncer; West Harrison, Nova Iorque:

Um antigo prédio de escritórios de 1950, se transformou nesse moderno espaço, cheio de luz e paz para pacientes e funcionários. Os interiores foram projetados para parecer o mínimo possível com um hospital. Equipamentos médicos ficam escondidos da vista dos pacientes.
Wearables (equipamentos vestíveis) acompanham os movimentos dos pacientes para ajudar o pessoal do centro a operar de forma eficiente. Os quartos têm vista para o exterior e linhas de visão claras para as estações dos enfermeiros.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

5.    Centro de Câncer da Universidade do Arizona (UACC) e Dignity Health St. Joseph’s Hospital and Medical Center; Phoenix (Arizona):

Esse centro de câncer é cercado por painéis de cobre, que proporcionam ambientes mais frescos e trazem um sentido de proteção e privacidade. O interior de madeira e pedra, com um “jardim de cura” no meio, se destina a se sentir mais em um hotel ou spa do que em um hospital.
O layout cuidadoso do edifício permite que os pacientes e funcionários tenham de passar o mínimo tempo possível indo de um lugar para outro.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

6.    Centro Médico da Universidade de Nova Orleans; Nova Orleans:

Após o Katrina, o Centro Médico Memorial em Nova Orleans foi cercado por água da enchente, perdeu eletricidade e alguns pacientes não resistiram e morreram. Perto dali o Charity Hospital conseguiu evacuar os pacientes, mas o próprio hospital também foi destruído.
Este novo hospital, um substituto para o Charity, foi criado para sobreviver a catástrofes naturais. O projeto permite que o hospital funcione por até uma semana depois de um grande furacão praticamente sem suprimentos externos e as rampas das ambulâncias podem ser acessadas por botes. No interior, o espaço calmo oferece aos pacientes salas privadas, luz natural e vistas externas.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

7.    Hospital Infantil de Seattle, Clínica do Sul; Seattle:

O edifício inclui atendimento de emergência, ambulatorial, fisioterapia e clínicas especializadas, tudo em um espaço muito luminoso. A nova parede de vidro traz luz natural; fora, o telhado que capta água da chuva e rega um jardim tropical.

Fonte : hypeness

Fonte : hypeness

 

Ver que a arquitetura e o design estão trazendo melhores condições para as pessoas é algo maravilhoso!
Que continuem criando lindos e ótimos projetos como esses.

Fonte : hypeness

 

Raphaella

Raphaella Almeida, graduada em Design de Interiores pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua no mercado projetando e escrevendo sobre arte, design e interiores. www.raphaellaalmeida.com.br / instagram: RA Interior Design

 

 

 

___

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.

Raphaella Almeida - Colunista

Revestimento 3d, voltando aos interiores!!

By | Blog | No Comments

Raphaella Almeida, 15 de Setembro de 2016 08h00m

Hoje falaremos dos revestimentos 3d, sim aqueles que você já viu antigamente e hoje voltam com novos desenhos, novos encaixes e feitos de diferentes materiais, como, azulejo, gesso, cimento, mdf e madeira. Este é um revestimento que pode ser usado em qualquer cômodo interno ou externo, inclusive fachadas. Ira depender apenas do material que ele é produzido, por exemplo, os revestimentos feitos de azulejos podem ser usados tanto em áreas internas quanto em áreas externas, apresentando boa durabilidade. Já as placas em 3D feitas de gesso não são recomendadas para áreas molhadas (banheiros, cozinhas e etc) e áreas externas, porém podem ser ideais para áreas internas, pois apresentam um bom acabamento e redução de custo frente às de azulejo, sendo custo benefício um dos pontos fortes juntamente com durabilidade.

Raphaella Almeida

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Raphaella Almeida - Colunista

Raphaella Almeida – Colunista

 

Aproveite para dar destaque a um ambiente com revestimentos 3d, invista também na iluminação para trazer mais aconchego e valorizar os desenhos.

 

Raphaella

Raphaella Almeida, graduada em Design de Interiores pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua no mercado projetando e escrevendo sobre arte, design e interiores. www.raphaellaalmeida.com.br / instagram: RA Interior Design

 

 

 

___

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.

 

6

Dia a dia mais saudável!!

By | Blog | No Comments

Raphaella Almeida, 01 de Setembro de 2016 17h25m

Dia a dia mais saudável

Olá leitores do Diblioteca! Me chamo Raphaella Almeida, sou Designer de Interiores, apaixonada por arte, música, jornalismo, arquitetura e tudo mais que envolva design.  Nos veremos por aqui daqui pra frente e trocaremos conteúdo maravilhoso desses mundos, que acredito eu, todos nós amamos. Nesta coluna, vamos sempre abordar assuntos variados e trazendo para situações do nosso dia a dia, para todos podermos conviver com o Design.

E para começar, vamos falar de muito verde!

Quando pensamos em verde nos interiores nos vem logo a cabeça paredes vivas e telhados verdes, que são hoje o mais perto que ficamos da natureza dentro de casa. Elas claro, merecem um lugar de destaque, por isso vou mostrar algumas situações em que podemos conviver mais com o verde.

1

2

  1. Ecossistema externo:

Toda folhagem nova colocada em um local que perdeu sua natureza, certamente atrairá abelhas, insetos, pássaros, criando um mini ecossistema que foi perdido com a construção. Provavelmente seria melhor para o Design projetar um novo prédio que pensasse no ecossistema. Mas criar uma parede verde em algo que já existe é ótimo para dar um UP, valorizar e evitar a demolição e os gastos com novos materiais para a futura construção. Além de deixar cicatrizes menor na terra.

3

 

2.Verde nos céus:

As vezes queremos deixar nossos ambientes mais verdes, mas recebemos pouca luz ou não temos espaço nos interiores. Não pense que isso será um problema, pois podemos fazer um telhado verde!
Eles oferecem benefícios igualmente as paredes vivas ou os pequenos jardins, devolvem a regeneração do ecossistema e regulação da temperatura natural. Esse tipo de telhado exige um estudo mais especifico e um pouco mais de atenção, pois é preciso garantir que o peso da terra e folhagens não ira atrapalhar na estrutura da casa. Mas a recompensa que isso trará para sua casa compensa os cuidados e preocupações iniciais.

4

 

3. Toque novo:

A garagem costuma ser um lugar pouco visto e que poucas pessoas se preocupam. Mas com uma parede verde pode-se criar algo novo e diferente para um espaço que é sempre esquecido.

5

 

4. Diferentes tipos:

Além de trazer novos áreas ao espaço, podemos usar várias espécies de plantas, deixando nosso ambiente mais criativo, convidativo, colorido deixando ainda mais belo nosso espaço verde.

 

6

 

 

5. Renovando o ambiente:

Se você não tem um grande espaço para fazer a parede verde, não tem problema, separe um lugar de destaque do ambiente e mesmo que pequeno ele trará a beleza e valorização da parede verde e do espaço.

7

6. Metade Verde:
Que tal dar um novo ar para sua sala de estar, mas se não quiser não precisa fazer uma parede toda viva, faça metade e já terá uma grande mudança. Acentuando o topo com videiras terá o mesmo efeito majestoso de um jardim secreto transbordando um muro de contenção.

8

7. Versátil

Nesse modelo de parede verde usamos vasos e permite experimentar diferentes tipos de plantas e encontrar a que melhor se adapta ao interior da casa. Essa ideia também é ideal para uma mini horta, principalmente quando se encontra próximo da cozinha.

9

8. Corredor verde:

Para deixar mais agradável e dar um toque novo ao seu corredor, invista na parede verde. Nesse caso teve ainda a sorte de ter essa parede toda de vidro que trará uma iluminação maravilhosa para o espaço.

Raphaella

Raphaella Almeida, graduada em Design de Interiores pela Faculdade Belas Artes de São Paulo, atua no mercado projetando e escrevendo sobre arte, design e interiores. www.raphaellaalmeida.com.br / instagram: RA Interior Design

 

 

 

___

DIblioteca 2016As imagens dos projetos e as informações são de responsabilidade de cada escritório e profissional mencionado.